fbpx

Expectativa da soja em 2020

A soja é o principal produto do agronegócio brasileiro, sendo o país o segundo maior produtor do mundo, juntamente com os EUA. Atualmente, produção do Brasil é escoada tanto para o mercado interno, quanto para o externo.

Nos últimos anos, pôde-se observar um constante crescimento da produção do grão no país. Por isso, as estimativas para o ano de 2020 são bastante otimistas. É possível que a produção brasileira ultrapasse a americana.

Com o intuito de falar mais sobre o assunto, mostramos quais são as expectativas dos produtores para o ano que se inicia. Acompanhe na leitura e saiba mais!

Foto: Federação das Industrias do Estado do Paraná.

O que os produtores de soja esperam para o ano de 2020

Conforme já mencionamos, as expectativas dos produtores são muito otimistas.

E elas não são de todo infundadas. Um estudo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) calcula que a safra deste ano pode chegar a pouco mais de 240 milhões de toneladas.

Esse resultado supera o estimado para 2019 e pode fazer com que o Brasil se torne o maior produtor de soja do mundo. De fato, o crescimento em 2020 em relação ao ano passado por chegar a 6,7%.

A área de produção também deve aumentar de maneira significativa, acompanhando o crescimento da colheita. Os territórios para cultivo devem se concentrar, sobretudo, nas regiões centrais do país.

De fato, entre os principais estados responsáveis pelo aumento da produção brasileira está o Mato Grosso. Somente nesse estado, o aumento da área de plantio aumentou cerca de 2%.

No que diz respeito a fronteiras agrícolas, o Brasil é também o único país entre os grandes produtores que pode aumentar de maneira significativa sua produção.

Ao contrário, grandes produtores como EUA, China e Índia não poderão aumentar muito sua produção, haja vista que não podem expandir as áreas de plantio.

Ao contrário, no Brasil, somente na região do cerrado, existem cerca de 50 milhões de hectares que poderão ser incorporados ao plantio da soja. Isso faz com que as expectativas para o setor sejam ainda melhores.

Fatores que podem explicar o aumento da produção de soja no Brasil

Aumento da demanda

Antes de qualquer coisa, é preciso ter em vista que a soja é o item agrícola mais produzido não somente no Brasil, como também no mundo.

Isso se deve ao fato de esse produto servir para diversos fins. Para que se tenha uma ideia, essa oleaginosa é utilizada para a fabricação de tintas, combustíveis, materiais plásticos e lubrificantes.

Afora isso, está presente em diversos alimentos consumidos pela população, como as carnes e os laticínios de soja, entre outros derivados.

O interesse pelos produtos alimentícios produzidos com a soja aumentou ainda mais com os novos hábitos alimentares da população.

A importância da soja na produção de carnes

A soja é importante não somente para o consumo humano, mas também para abastecer os centros de produção de carne.

De fato, boa parte da produção desse grão é destinada ao alimento de animais, especialmente de gado.

O derivado mais produzido para esse fim é o farelo de soja, o qual é utilizado para preencher as demandas nutricionais em contextos tropicais, como o brasileiro.

No entanto, a maior parte da produção do farelo é escoada para outros países, sendo o Brasil o maior exportador desse produto.

Redução de custos e do protecionismo dos mercados

Com a diminuição dos custos e incentivos fiscais, os produtores tiveram mais facilidade para exportar seus produtos.

Esse tipo de iniciativa faz com que as oleaginosas brasileiras sejam mais competitivas no mercado internacional.

Ademais, a redução das barreiras protecionistas e a menor destinação de subsídios aos produtores nos países ricos elevou o preço da soja. Esse fator também aumentou a competitividade do produto brasileiro.

2020: um ano que promete para o mercado da soja

Assim, podemos concluir que os produtores têm, realmente, muitos motivos para estarem otimistas. Suas expectativas são reforçadas pelos anos de crescimento anteriores e pelas estimativas do IBGE.

De fato, o aumento da produção de soja no Brasil é dado praticamente como certo, haja vista que as variáveis envolvidas nesse contexto apontam todas nessa direção.

 

E você, o que pensa acerca do mercado de produção dessa oleaginosa no Brasil? Quais as suas expectativas para 2020? Comente!

 

Comentários